Faça Tudo Sobrepondo Funções

Joel Salatin é fazendeiro, empreendedor e autor de renome dos Estados Unidos. Também conhecido como o “Fazendeiro Lunático”, Joel vem quebrando paradígmas e ensinando pequenos produtores rurais como empreender com sucesso encontrando seus nichos de produção e clientela especializada. Nesse texto resumido e extraído de um de seus livros Joel compartilha dicas importantes de empreendimento rural e enfatiza a importância de fazermos tudo sobrepondo funções. Segundo Joel, sempre que for construir ou comprar alguma coisa, faça a si mesmo as seguintes perguntas:

Nota: Tradução livre e resumida por Eurico Vianna de trechos do Capítulo Multi-Purpose Everything (Faça Tudo Sobrepondo Funções) do livro You Can Farm (Você pode ser um Fazendeiro) por Joel Salatin.

1 – Qual será o impacto econômico dessa construção ou aquisição na fazenda? Se você não puder abandonar tal empreendimento dentro de dois anos sem afetar o equilíbrio financeiro anual, essa construção ou compra, provavelmente, não é um bom investimento.

2 – De que outras maneiras eu posso usar essa edificação ou aquisição (equipamento, maquinário, etc.) na fazenda se meus planos atuais mudarem? Se os custos de uma reforma para que a estrutura possa ser usada em outra função forem próximos aos de construir uma nova estrutura, pense muito bem antes de prosseguir com seus planos. Nesse caso o ponto de Joel é que tanto prédios como maquinários devem e podem ser usados para funções diferentes das que foram construídos ou comprados para fazer.

3 – Além do uso básico (planejado originalmente) de que outras formas posso usar essa estrutura? Comumente uma edificação pode ser usada para mais de uma função. Muito embora normalmente exista uma necessidade maior que faça com que você queira construir algo, tente incorporar o maior número possível de funções à cada estrutura. Como nas edificações rurais o maior custo está na construção das paredes e estruturas externas, quanto mais funções internas você conseguir agregar, melhor será sua condição financeira.

Frequentemente, o acréscimo de alguns metros na altura do pé-direito possibilitam a construção de um mezanino ou de um segundo andar parcial. Enquanto o custo adicional é ínfimo, o espaço (por metro quadrado) é dobrado para área de dois andares.

4 – Emocionalmente, você poderia demolir essa edificação no próximo ano e recomeçar com algo mais funcional? Se você não quer mais a edificação no local atual, você conseguiria movê-la para outro lugar facilmente? Flexibilidade é um assunto importante. Se você ainda está aprendendo, você estará mudando a forma como faz as coisas. Quando precisar comprar maquinário pesado (tratores, trituradores, etc.) pense na multiplicidade de funções ao invés de pensar só no preço. Por exemplo, um trator com tração nas quatro rodas pode ser usado para cavar, levantar e carregar (com a lamina ou garfo frontal), pode puxar cargas ou arados com engate traseiro ou fazer serviços de escavação mais específicos (canos subterrâneos de irrigação) com uma escavadora acoplada atrás.

Eu gosto das estruturas construídas com postes (pole building) pela versatilidade interna que elas trazem. Os postes são fortes o suficiente para suportar pesos verticais ou horizontais. A edificação toda gasta menos madeira que uma estrutura com vigas, (post and beam or sitck structures ) por exemplo. Eu defendo a construção com madeira por ser um material de construção proveniente de recurso renovável.

Eu gosto de construir prédios em cima de sapatas lisas (como esquis). Nós construímos vários prédios de 4×6,5 em cima de troncos de Alfarrobeira. Esses prédios são bem grandes, mas você pode guinchá-los com um trator caso se canse de onde eles estão. Eles tem multiplas funções por que são grandes o suficiente para alojar animais e pequenos o suficiente para servir de armazéns.

Se você vai produzir grandes áreas de hortaliças, talvez um trator seja mais apropriado que uma tobata. Mas é importante manter suas máquinas em um tamanho apropriado para a escala de produção. Como um fazendeiro que pratica o plantio diversificado, a comercialização direta e políticas de produção em escalas apropriadas, a maioria das máquinas industriais serão inapropriadas para o seu tipo de produção.

Lembre-se que não pode ‘descomprar’ um produto. Seja honesta sobre o quão supostamente necessária é aquela aquisição e estude suas opções. Encontrar boas ferramentas e construir prédios funcionais são desafios gostosos se você mantiver o foco na sobreposição das funções.

Nota: Para os que tem se interessado pelo meu trabalho com desenho regenerativo, durante o mês de setembro estarei no Brasil ministrando alguns cursos e oficinas.
– Entre os dias 1 e 9 de Setembro estarei ministrando o curso Agricultura Regenerativacom a equipe da Escola de Permacultura na Serra da Mantiqueira, MG. Esse curso oferece 3 módulos: Tomada de Decisão Holística, Planejamento de Propriedades Rurais com a Escala da Permanência da Linha Chave e Desenho Permacultural.
– Entre os dias 11 e 17 estarei com o amigo Sérgio Olaya ministrando o curso Agricultura Familiar e Empreendedorismo Socioambiental na Fazenda The Green Man em Inconfidência, RJ. Esse curso oferece 3 módulos: Tomada de Decisão Holística, Desenho Permacultural e Agricultura Sintrópica.
– Oficina de Desenho Permacultural na Chapada dos Veadeiros (a ser confirmado).

Referência:

Salatin, J. (1998). You Can Farm: The entrepreneur’s guide to start and succeed in a farm interprise. Polyface Inc. Virginia, USA. (Capítulo – Multi-Purpose Everything – pp. 182-184).