#8 A Pedagogia Viva e as crianças que vamos deixar para o mundo

Em uma casinha amarela no seu sítio eles começaram a receber crianças, adolescentes, mães e pais e criaram uma abordagem de ensino-aprendizagem revolucionária, a Pedagogia Viva. Centrada no desenvolvimento espontâneo dos alunos e em facilitadores conscientes, conectados com o processo e presentes no momento, a Pedagogia Viva tem ajudado várias famílias a superar o desafio cada vez maior de educar crianças que já não se adequam mais ao ensino formal. Esse é o oitavo episódio do podcast Impacto Positivo e eu converso com Talita Moser Gabriel Menezes.

Talita e Gabriel são pessoas comuns como nós todos, mas que se tornaram muito especiais porque se conectaram com seu chamado. Eles se tornaram mãe, pai, facilitadores de Yoga, agrofloresteiros e pedagogos. A Talita conta que todas esses papeis foram motivados principalmente por uma pergunta: “que filhos deixaremos para o mundo?” conta Talita. E quando eu ouvi deles essa pergunta ela reverberou em mim… porque frequentemente o que me guia é uma pergunta um pouco diferente mas complementar: “que mundo vou deixar para os meus filhos?”.

Como frequentemente acontece quando alinhamos nossa vida com o que sabemos, lá dentro, ser o certo, primeiro vieram os desafios, o julgamento da família e amigos, aquela sensação de nadar contra a correnteza. Mas também acontece frequentemente para os que persistem, depois vieram as confirmações. A alegria das crianças na Casinha Amarela guiando seus próprios processos de descoberta e aprendizado. A admiração das mães e pais ao ver que não são seus filhos que são inadequados ou “tem problemas”, é a nossa abordagem de educação formal que é problemática e não dá conta mais de nos preparar para o mundo que precisamos construir. O sucesso da Pedagogia Viva atraiu pesquisadores da Universidade de Harvard nos EUA, trouxe a Talita o convite para participar em um TEDex com a palestra Pedagogia Viva: um processo de transformação contínua e fez da Casinha Amarela um lugar de referência na criação de um novo paradigma de ensino-aprendizagem.

Para os interessados em conhecer a Pedagogia Viva, entre os dias 12 a 15 de julho de 2018 acontecerá a III Vivência Intensiva em Pedagogia Viva na Casinha Amarela, no Campo Largo no Paraná. Os interessados podem entrar em contato pelo email: talitamoser@gmail.com ou pelo telefone: (41)998951700. A Pedagogia Viva e a Casinha Amarela tem uma página no Youtube e uma no FaceBook onde as pessoas podem buscar mais informações e conhecer mais sobre o trabalho também.

O Gabriel que é co-fundador da Simbiose Agroflorestal junto com o Namastê Messerschmidt e a Jessica Livio Pedreira, gerencia o Sítio Luz da Terra, onde os alunos da Casinha Amarela podem aprender e vivenciar a agrofloresta e a permacultura na prática. O trabalho do Gabriel como educador e consultor agroflorestal também é muito interessante e em breve faremos uma entrevista com ele também. Ele e a Talita prometeram voltar para fazermos um episódio do Impacto Positivo só com histórias das crianças e famílias que participam da Casinha Amarela.

Esse trabalho com o podcast Impacto Positivo é muito gratificante porque posso compartilhar o trabalho de pessoas maravilhosas em prol de um mundo melhor. Mas de vez em quando, como foi o caso dessa entrevista, a sentimento de gratidão por poder estar em contato com pessoas tão especiais como a Talita e o Gabriel é imenso.

Mais uma vez obrigado a todos que tem compartilhado o conteúdo do podcast, espalhado essas histórias pela rede e nos indicado pessoas maravilhosas para entrevistar. Compartilhar mais desse novo mundo que já existe espalhado por aí e conectar esses polos de sanidade e harmonia com Gaia é nossa missão maior.

Grande abraço com muito axé para todos!
Eurico Vianna